o que um designer faz

O que um designer faz para suas redes sociais

Oiii, como estão as coisas por aí? 

Acredito que não preciso começar esse assunto falando como as redes sociais tomaram conta da nossa forma de perceber o mundo. Ou como elas se tornaram um dos fatores decisivos nas nossas decisões de consumo. 

Um dos motivos para isso acontecer é o fato de que nas redes sociais temos um espaço para compartilhar opiniões, experiências, conhecimentos e discutir assuntos. E, tudo isso acaba impactando em como os consumidores se relacionam com marcas (leia-se aqui pessoas também, afinal influenciadores digitais também podem ser considerados marcas, mas isso é assunto pra outro dia).  

“Um estudo realizado pela Sprout Social, mostra que 74% dos consumidores se orientam por meio de suas redes sociais para realizar uma compra. Esse novo estilo de marketing acaba desempenhando um papel mais influente e estratégico.”

Exame, abril de 2018

E o que o design tem haver com isso?

Tudo! Nesses espaços virtuais, a comunicação é feita principalmente por imagens, certo? Você deve concordar comigo que nem tudo que você ver no seus feeds te chama atenção. Pois é, alguma coisa faz você parar em certas imagens e absorver as mensagens delas. Provavelmente, essa alguma coisa tem haver com formas, cores e letras, ou seja, elementos básicos de design. 

E, por sua vez, esses fatores estão diretamente ligados a comunicação visual. Isto é, em como você e/ou sua marca transmitem uma mensagem para o mundo por meio de estímulos visuais.

Ilustração de Jorge Vicente

Nessa imagem por exemplo, em alguns segundos podemos dois rapazes em uma cafeteria e deduzir que um deles tem uma quedinha pelo outro, podemos até imaginar o que acontece em seguida, sentir o cheiro do café, acionar alguns sentimentos de solidariedade pelo colega que está com vergonha ou a história por traz dessa ilustração. Nada disso está escrito na imagem, isso acontece na nossa mente rápido e de forma automática. 

Isso tudo acontece muito rápido, de acordo com os pesquisadores de neurociência do Instituto Frankfurt Institute for Advanced Studies (FIAS), S.Thorpe, D.Fize and C. Marlot nosso cérebro processa imagens em 150 milissegundos e as processa em 100 milissegundos.

Podemos então concluir que as imagens que você propaga nas redes pode transmitir grandes impactos e influenciar em emoções, ações e reações. Mas para que esse impacto seja eficaz algumas coisas devem ser levadas em conta. Vejamos:

Legibilidade

Fonte: 1, 2 e 3

Para que uma mensagem com textos seja transmitida rápida ela precisa ser legível. Parece óbvio não é? Mas até mesmo a fonte escolhida para esse texto transmite uma mensagem e convidam à leitura.

Quando usamos fontes sem serifa, por exemplo, podemos passar a mensagem de modernidade, minimalismo e simplicidade. Já as serifadas trazem algo mais vintage, remete ao mundo dos impressos, e dependendo do caso, coloca mais elegância e delicadeza na mensagem transmitida. E o que falar das cursivas e suas várias formas, algumas comunicam o universo infantil, outras a personalidade elegante ou lúdica das assinaturas. 

Além disso, a escolha do tamanho, das cores (da própria fonte ou de onde elas são escritas), onde ela ficaram em relação a imagem, são fatores importantíssimos para que sua peça se faça entender com facilidade.  

Formas

Quando falamos em formas não são apenas elementos geométricos chapados que podem compor sua peça de design, mas também os que compõem as imagens. Mais uma vez, há mensagem por trás da imagem que deve ser levada em conta, ela pode ser de movimento, dinamicidade, destaque para algum elemento ou detalhe, etc. 

Diagramação

Algumas peças podem ser compostas por vários elementos e o desafio maior é onde cada uma vai ficar. É aqui que entra as expertises de um designer. Vamos levar em conta formas, tipografias e imagens para que a composição fique legível. Percebe com todos os elementos então interligado aqui? 

Na diagramação pequenas partes devem ser compreendidas como um todo e isso deve resultar em algo legível e esteticamente agradável. Desse modo a mensagem encontrará seu público mais facilmente. 

Cores

Pense comigo em tecnologia, fibra ótica, sorvete, refrigerante, praia e riqueza. Eu não sei bem o que veio na sua mente mas aposto que cores diferentes surgiram em cada uma das imagens formadas na sua mente.

Isso acontece porque nossa mente associa significados as cores. A escritora e cientista social Eva Heller no seu famosos livro A Psicologia das Cores fala que

“Não existe cor destituída de significado. A impressão causada por cada cor é determinada por seu contexto, ou seja, pelo entrelaçamento de significados em que a percebemos.”

Eva Heller

Por isso ao escolher as cores que farão parte da identidade visual das suas peça nas redes sociais devemos levar em consideração o que cada uma delas pode está comunicando. O azul, por exemplo é muito usado para tecnologia e futurismo. No vídeo abaixo veja como a cores podem usadas para comunicar sentimentos nas formas mais sutis.

COLOR PSYCHOLOGY from LillySeara on Vimeo.

Identidade

Em design falamos muito em Identidade visual, aqui proponho um mergulho mais profundo na palavra identidade. Segundo o dicionário, ela significa um “Conjunto das qualidades e das características particulares de uma pessoa que torna possível sua identificação ou reconhecimento”. 

Já para as irmãs Alcântara, em seu livro Instagram Skills, o “design gráfico possibilita a você desenvolver um estilo próprio com uma mensagem que se destaque através desse estilo.” 

Em outras palavras, quando criamos uma identidade visual buscamos atribuir a uma marca características singulares que a torne facilmente reconhecida em meio a outras. Isso tudo acontece por meio de todos os elementos que citamos acima. 

Imagens contam histórias

@softmakersbr

No meio do marketing digital se fala muito no “feed perfeito”, mas o que queremos propor aqui é um feed que, de certa forma, conta uma história. Seja de um estilo de vida, de novos produtos, de conteúdos que você e/ou sua marca acreditam e querem compartilhar com seus clientes. 

Resumindo, o design pode transformar suas redes sociais em espaços além das vendas, pode transmitir pensamentos e criar os alicerces da comunicação de sua marca. De modo que, ela atraia mais pessoas que se identificam, compartilham dos mesmo valores e se interessem em partilhá-los com seus contatos.

Gostou desse post?
Conta pra gente nos comentários.

Abraços e até a próxima.

Seu comentário

Seu email não será publicado. *